google.com, pub-4936084282686437, DIRECT, f08c47fec0942fa0 Resultados Concursos - BR - 2018: Resultado Concurso SME-SP / FGV - Lista de Aprovados - Professor - 2016

Resultado Concurso SME-SP / FGV - Lista de Aprovados - Professor - 2016

O resultado, com lista de aprovados, a classificação, do concurso público de 2016 da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo – SME- SP para Professor de Ensino Fundamental II e Médio poderá ser consultado no final desta página tão logo seja publicado pela Fundação Getúlio Vargas - FGV, organizadora do certame. Não foi divulgado no edital a data prevista para divulgação dos resultados preliminares e final, infelizmente.

O concurso público oferece 2.472 vagas para o cargo de Professor de Ensino Fundamental II e Médio, da Classe dos Docentes, da Carreira do Magistério Municipal, do Quadro dos Profissionais de Educação, da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo – SME/SP, e registrou um total de 73.937 inscritos.

Os candidatos habilitados serão classificados em ordem crescente da pontuação final, em 3 (três) listas distintas, que serão publicadas no Diário Oficial da Cidade de São Paulo – DOC, a saber:  de todos os candidatos aprovados; dos candidatos que disputam vagas reservadas aos deficientes;  dos candidatos que disputam vagas reservadas aos negros, negras e afrodescendentes.

Os candidatos classificados no Concurso Público fora da quantidade de vagas oferecidas, não terão direito líquido e certo à nomeação na hipótese de surgimento de novas vagas durante o prazo de validade do Concurso Público, cabendo à Secretaria Municipal de Educação, de acordo com a necessidade, promover a convocação dos candidatos classificados remanescentes (fora da quantidade de vagas oferecidas).

A Nota Final será a soma das notas obtidas na Prova Objetiva, Prova Discursiva e na Avaliação de Títulos.

Abaixo o total de inscritos nas especialidades do cargo Professor de Ensino Fundamental II e Médio: Arte: 8.382; Biologia: 577; Ciências: 6.721; Educação Física: 13.399; Espanhol: 293; Física: 328; Geografia: 6.442; História: 8.513; Inglês: 7.870;  Matemática: 9.488; Português: 10.909; Química: 386 Sociologia 629.

O concurso público da SME - SP terá validade de um ano, podendo ser prorrogado uma única vez a critério da Secretaria Municipal de Educação do Município de São Paulo, por igual período.

Após a homologação do Resultado Final do Concurso, o candidato aprovado deverá efetuar a atualização de seu endereço, que deverá ser efetuada junto à Secretaria Municipal de Educação do Município de São Paulo – SME/SP, na Av. Angélica, Nº 2.606 - Consolação – São Paulo-SP – CEP 01228-200), através de requerimento por escrito.

Endereço Sede da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo - SME-SP:
Rua Borges Lagoa, 1230
Vila Clementino - CEP:04038003

Se preferir, você poderá consultar os resultados do concurso diretamente na página do certame, no endereço eletrônico http://fgvprojetos.fgv.br/concursos/sme-sp.

O que está achando deste concurso? Deixe seu comentário abaixo.

21 comentários:

Carlos Alberto disse...

Achei a prova muito difícil para pouco tempo, ou seja , não havia necessidade de redação pois eram 60 questões de múltipla escolha , cada uma com 5 alternativas, achei um absurdo

Unknown disse...

Amigo, sua prova era única então, não houve redação...

Anônimo disse...

Na verdade, tinha 2 redações...

Anônimo disse...

Concordo com Carlos Alberto além da prova ser difícil ainda o tempo foi muito pouco e o fiscal da sala não informou o tempo da prova, só quando perguntava a ele.

Unknown disse...

Jovem, eram questões dissertativas e não uma redação...

contatos e convites disse...

A prova estava difícil. Não havia questões sobre música, que é a especialidade obrigatória com Lei federal Lei Federal nº 11.769 com o parágrafo 6º que torna conteúdo obrigatório nas escolas de ensino fundamental e médio. Houve diversas reclamações por este motivo. Muitos professores, como eu, tem licenciatura em música para lecionar as 4 linguagens da arte, mas cobraram o que na prova?

Amanda disse...

Tem como ver em qual colocação fiquei? Já saiu a lista de classificados?

Anônimo disse...

Na minha prova caiu 2 questões de música. E na minha sala o fiscal além de não informar o tempo, ele informou errado, disse que faltava 1 hora para terminar e faltavam apenas 30 minutos.

Miguel Andrade disse...

Redação é ótimo!!! Quem cita assim é pq não estava preparado, pois na verdade era prova discursiva com 2 questões.
Não estava difícil, porém muitos temas relacionados ao que foi posto foram ignorados pela FGV.

A prova específica estava puxada, mas salvo tempo era possível resolvê-la.

Não tenho pressa, mas acredito que há uma demora na divulgação resultado e classificação.

Miguel ( Matemática )

Telma Bianchi disse...

Boa noite a todos!
Provas como essas são realmente muito difíceis, e nem tudo o que eles lançam no edital realmente é o que vem nas avaliações. Eu tenho a nítida convicção que uma equipe prepara o edital,a outra as questões e a outra fica com a correção. Agora quanto ao tempo, esse já é nosso inimigo assim que realizamos as inscrições!Os candidatos de outros concursos tem um tempo maior para se prepararem para a prova, pois alguns demoram alguns meses para acontecer. Já na área da Educação é o único em que os professores nem todos podem se afastar para se dedicarem aos estudos ou seja a grande maioria tem jornada dupla, preparação de aulas, lecionam à noite e tem que se dedicarem nos finais de semana, pois nestas provas o que se está avaliando é se o professor está atualizado com os novos autores, escritores, pensantes e pedagogos, e o tempo para a realização sempre se torna menor quando nos deparamos com aquela quantidade de questões bem longas para descobrir a errada, a que não condiz com a realidade, a que destoa das demais, mesmo que no terceiro item você tenha que retornar à pergunta para que faça sentido encontrar a resposta.
Transposto tudo isto o candidato tem que superar o local e o ambiente, a mobília que as vezes não é adequada para os mais altos, os fiscais que não foram bem treinados portanto esquecem de avisar a todos o horário digo quanto tempo os candidatos ainda tem, barulho em excesso e as duas questões dissertativas parecem que é para saber se os professores fazem ATPC ou GEIF com formação. Portanto eu PARABENIZO a todos que estão tentando ser um professor efetivo na Prefeitura de São Paulo!.

POEMARGEM disse...

Eu já fiz 11 concursos este ano, tanto da area de educação como de outras áreas que não tinha nada a ver com a minha e ainda assim, achei a prova desta prefeitura razoável. Pediu questões sobre história da arte, o que não costuma cair muito em algumas prefeituras, que valorizam as leis, pedagógicas e de metodologias. Inclusive, achei bom pedir as discursivas, pois há professores que não sabem elaborar isso ainda ( leciono a 6 anos, em escolas do Estado e em prefeituras através de processo seletivo ) e já vi professores que não sabem como iniciar a escrita de um projeto com 10, 15 anos que lecionam. O tempo de prova também foi razoável, em vista a outros concurso como IBGE por exemplo que tinha apenas 3 horas para responder as questões. Sou mãe, trabalho 2 períodos, não tenho empregada e ainda assim estudo 2 horas por dia. Acho que para quem precisa mesmo de um cargo público, efetivo e de estabilidade (nisto me incluo, pois não tenho meu caro ainda), precisa mesmo dedicar-se e uma prova fácil não qualifica um profissional para encarar as jornadas de trabalho com o público dificil que temos. A unica coisa ruim é que o salário de professor não compete à responsabilidade que temos mediante nossa função de educar. Mas é extremamente relevante que um profissional dessa area esteja sempre informado, atualizado.

contatos e convites disse...

poia é... parabenizo a vc também! Que Deus nos ajude!

contatos e convites disse...

sim...é só entrar no site co seu cpf e senha...clicar no link e vai ver sua colocação.

contatos e convites disse...

sim...é só entrar no site co seu cpf e senha...clicar no link e vai ver sua colocação.

Mirian Silva disse...

Acredito que deveriam ter corrigido todas as discursivas , mas o fato é que corrigiram 4x a quantidade de vagas,nao gostei, pois todo o esforço para construir um bom texto foi discriminado pela banca, sem nem mesmo termos o direito de saber nosso resultado geral. Uma pessoa que tirou 129 na prova mas tira 60 em cada discursiva fica com 60 de nota, sendo que alguém que tira 112 e 100 em cada discursiva facilmente passaria para uma nota 90 a 96, isso não é muito justo, mas enfim , acredito que o Haddad queria somente arrecadar dinheiro

Anônimo disse...

Prezados, este concurso está sendo uma via sacra. Observo o despreparo desta instituição para realizar concursos na área da educação, a quanto tempo já foi realizado o mesmo e os resultados são lançados aos poucos, com falta de informação, e desencontros, o ultimo lançaram o período de recurso para a dissertativa sem os critérios depois vieram com os critérios pois viram que não dá para argumentar sem saber como foi corrigido. Agora no mínimo vão demorar mais 30 dias para soltar o aceite de títulos e mais dias par interpor recurso. isso é uma falta de organização, de planejamento, em se tratando e de uma instituição que lida com gestão, planejamento, liderança, será que ensinam também como ser desorganizados?

jose disse...

Caros,

Vocês viram a notícia abaixo?
Tivemos alguns casos em nosso escritório.

http://www.conjur.com.br/2016-ago-10/aprovado-concurso-publico-direito-subjetivo-nomeacao


José Luiz Parra Pereira

Kelly Nadim disse...

Bom dia a todos!

No último dia 15 foi homologado este concurso. Onde achar as informações sobre convocações, alguém pode me informar algum site para consulta além do site da FGV?
Obrigada

djalma dos santos disse...

Eu to acompanhandi pelo site www.imprensaoficial.com.br , mas nada ainda de novidade

djalma dos santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kelly Nadim disse...

Djalma, obrigada pelo indicação. Tenho acompanhado pelo site do sindicato do professor do município: www.sinpeem.com.br.
Boa sorte a todos nós.

Leia também